Livros

Cinco Cenários para o Brasil | 2001 – 2003

1 de outubro de 2001
Download

Agradecemos seu interesse em baixar o arquivo. Para fazer o download preencha o formulário abaixo:





Incluindo os desdobramentos da crise energética brasileira e dos ataques terroristas aos Estados Unidos

Claudio Porto, Elimar Nascimento e Sérgio C. Buarque

Apresentação e Resumo Executivo

O ano 2001 começa com o Brasil apresentando sinais de forte crescimento econômico. E é possível que, após duas décadas de quase estagnação econômica, o país esteja no limiar de um novo período de crescimento econômico prolongado.

A possibilidade de retomada do crescimento predomina como expectativa entre os atores sociais. Mas não se pode descartar alternativas negativas. Afinal, elas estão presentes nas entranhas de nossa sociedade. Tanto a permanência de baixo crescimento com risco de inflação, quanto o retorno a índices próximos aos dominantes na década de 70 são possíveis.

O objetivo da construção de cenários é justamente o de reduzir as incertezas a um conjunto restrito de alternativas mais prováveis: estabelecer futuros plausíveis e coerentes, a partir de hipóteses consistentes. Fundamentais para orientar decisões de empresários, governantes e dirigentes em geral, na sociedade e no governo, na economia e na política.

Fugindo da previsões determinísticas, que geralmente desenham um único futuro a partir de uma mera extrapolação de fenômenos do passado recente e do presente, os cenários trabalham com o futuro de uma forma mais plural e qualitativa.

A exemplo do que fez em 1999 e 2000, uma equipe da Macroplan construiu novos cenários plausíveis para o Brasil em um  horizonte de curto prazo. Só que agora ampliou o horizonte de prospecção para os próximos três anos para considerar duas incertezas que são críticas para o país nos anos 2001 a 2003:

Os cenários resultantes da avaliação destas incertezas, e que serão objeto de monitoramento sistemático pela Macroplan, ao longo do ano, como temos feito desde 1999, são os seguintes:

Cenário A – O Vôo da Fênix: oBrasil entra ‘com o pé direito’ no século 21, superando as expectativas mais otimistas e, numa articulação de diversos fatores favoráveis, experimenta três anos sucessivos de crescimento forte, inflação em declínio, continuidade política e evidências de que o quadro de exclusão social começa a ser revertido. Continuidade é a idéia-força deste cenário.

Cenário B1 – Nas asas do Tuiuiú: oBrasil começa ganhando no século 21, confirma expectativas positivas e, apesar de algumas dificuldades externas e internas, experimenta três anos sucessivos de crescimento econômico e inflação em declínio, com reconfiguração parcial do bloco político hegemônico (para incorporar políticas  sociais mais ativas) e algumas evidências de que o quadro de exclusão começa a ser revertido. Ajuste de rota é a idéia-força deste cenário.

Cenário B2 – Seguindo as Arribaçãs: oBrasil começa mudando no início do século 21: dentro de um contexto internacional desfavorável, que compromete a retomada do crescimento, e de dificuldades internas,  um novo bloco político assume o poder  reorientando focos e prioridades políticas para enfatizar a responsabilidade social do governo. Mudança de rumo é a idéia-força deste cenário.

Cenário C1 – Do jeito do Caramujo: o Brasil começa dando uma ‘guinada’ no início do século 21: um novo bloco político social-reformista e nacionalista assume o poder diante de dificuldades externas e internas, em um  contexto de queda do crescimento econômico e moderado aumento da inflação, e começa, com dificuldades e resistências, a implantar políticas que priorizam a distribuição de renda, o combate à exclusão social e a reafirmação do sentimento nacional. Resistência é a idéia-força deste cenário.

Cenário C2 – A Síndrome da Vaca Louca: o Brasil mais uma vez surpreende, desta vez para pior: face a um contexto externo desfavorável, combinado com um quadro político interno complicado, ingressa no século 21 com uma séria crise econômica, social e de governabilidade, com inflação e desemprego em franca elevação. Crise é a idéia-força deste cenário.

Uma observação inicial é relevante e oportuna para que os cenários Macroplan sejam adequadamente analisados e utilizados: as quantificações apresentadas no texto a seguir não são estimativas precisas, e sim indicações ‘exemplificativas’ para ajudar a avaliar as tendências mapeadas qualitativamente.

Outubro de 2001

*O livro encontra-se disponível para compra nas maiores livrarias e-commerce do país.