março 21, 2019

Daily Archives
Gestão estratégica, Inovação na gestão pública

Nova governança estratégica aponta maior desenvolvimento ao Sul da Bahia

Do Jornal Bahia On line

Lideranças regionais avaliam modelo de Agência de Desenvolvimento Regional

Uma agência de desenvolvimento capaz unir forças e competências de representantes da sociedade para a execução de projetos que visam o desenvolvimento da Costa do Cacau. Este é o objetivo da proposta de modelo de uma Agência Regional apresentada às lideranças regionais na última quarta-feira, 20 de fevereiro, no auditório do hotel Tarik Fontes, em Itabuna pela empresa Macroplan, em parceria com o Sebrae e o Instituto Arapyaú.

A iniciativa é fruto do programa Líder do Sebrae que, ao longo de oito módulos, foi construído um Plano de Desenvolvimento Regional voltado aos eixos temáticos de Educação, Infraestrutura, Paisagem e Meio Ambiente e Economia.

O projeto contempla a participação da sociedade civil, autoridades do Poder Público Municipal e Legislativo, instituições e entidades dos municípios de Ilhéus, Itabuna, Itacaré, Uruçuca, Canavieiras e Una.

O diretor da empresa Macroplan, Gustavo Morelli, destacou que o modelo de Agência Regional foi constituído a partir de uma longa pesquisa realizada em todo o Brasil para se chegar a um formato mais adequado para a região.

“Estaremos discutindo e validando esse modelo para que, definido e validado, selecionado a estrutura, o desenho da agência de desenvolvimento da Costa do Cacau possa passar para a próxima fase, que é a formalização e implantação da Agência de Desenvolvimento da Costa do Cacau”, afirmou.

Com a possibilidade de articular competência e recursos que viabilizem a execução de projetos, a gerente regional do Sebrae Ilhéus, Claudiana Figueiredo, acredita que “a partir desse momento, com a agência em fase de implantação, nós vamos poder ancorar diversos projetos de desenvolvimento do Sul da Bahia e tocar, de forma mais rápida, o desenvolvimento de maneira orgânica, sustentável e inclusiva com a participação da sociedade civil organizada”, destacou, enfatizando as ações que serão trabalhadas para o desenvolvimento dos pequenos negócios.

Responsável por aportar a consultoria específica para a criação da Agência, o Instituto Arapyaú é parte integrante do Sul da Bahia Global e esteve representado pelo gerente de programas, Ricardo Gomes. A expectativa, segundo ele, é validar o modelo e ganhar a adesão por parte do segmento empresarial.

“Não dá para não ter o tripé de uma sociedade envolvida, que é o Poder Público, a sociedade civil e o movimento empresarial. Todos eles unidos em favor de um projeto que venha contribuir para o desenvolvimento empresarial, com certeza a gente tem mais chance de ter êxito”, avaliou.

Representações

O encontro reuniu ainda representantes do segmento empresarial, a exemplo do presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL de Itabuna, Carlos Leahy, que estará participando dos projetos da Agência.

“É uma oportunidade de ficar sabendo de todos os projetos e tendências, o que pode ser feito para melhorar a nossa região. Itabuna centraliza uma grande quantidade de municípios que consomem do comércio e serviço. Então, temos que pensar enquanto região”, enfatizou.

Também presente no evento, o coordenador executivo da Associação dos Municípios do Sul, Extremo Sul e Sudoeste da Bahia – Amurc, Luciano Veiga, apontou sobre a necessidade de pensar a região como um todo. “Pensar desenvolvimento de uma forma global”, acrescentou.

Segundo ele, não dá para desenvolver uma cidade em detrimento de outra localidade, tendo em vista a capacidade logística, de produção, do turismo e outras áreas. “Nesse contexto, entra o espírito de associação, consorciamento, do envolvimento da participação dos municípios, que cada um faça a contribuição dos seus potenciais para que a gente, de fato, consiga desenvolver”, completou.