São Paulo e Rio em polos opostos

[-] Texto [+]
24/03/2017 | O Globo
Maringá
Apesar de a escassez de recursos financeiros ser semelhante, os municípios brasileiros demonstram diferenças significativas na capacidade de entregar resultados para a população.

É o que revela um estudo da consultoria Macroplan, que avaliou 16 indicadores em quatro áreas (educação, saúde, segurança, saneamento e sustentabilidade) das 100 maiores cidades do país em termos de população.

De acordo com o levantamento, oito cidades do interior de São Paulo destacam-se entre as dez melhores (A liderança ficou com a paranaense Maringá). Eis as paulistas mais bem colocadas: Piracicaba (2ª no ranking geral), São José do Rio Preto (3ª), São José dos Campos (4ª) e Franca (5ª).

Entre os 10 piores resultados, quatro estão no Rio de Janeiro: São João de Meriti (95ª posição no ranking das 100 cidades), Duque de Caxias (96º), Nova Iguaçu (97º) e Belford Roxo (99º), município que só não perde para Ananindeua (PA), que ocupa a 100ª posição.